Sociedade Contemporânea, Política e Marxismo

Coordenador:

Prof. Dr. Gilson Dantas

 

Objetivos e justificativa

Desenvolver um plano de capacitação e pesquisa junto à graduação e, em parte, a pós-graduação, na perspectiva de investigar as determinações que expliquem e permitam que possamos ser capazes de desenhar cenários e hipóteses internacionais, a partir do exame da atual crise societária norte-americana [social, política e econômica], tomada em sua totalidade mundial, isto é, em suas repercussões geopolíticas para as nações centrais como China, Alemanha, Japão e todos os povos do mundo, inclusive o Brasil.

Ao longo dessa pesquisa coletiva, que agrupe alunos da graduação e pós-graduação, se pretende ir encontrando respostas para questões do tipo: que modalidade de hegemonia exerce os Estados Unidos hoje? Quais suas determinações? Quais as determinações da crise dos Estados Unidos, evidente na vitória de D. Trump, na polarização social e política interna, mas também na crise da sua política exterior, nas fricções internacionais dos Estados Unidos? Nos marcos dessa crise e da dinâmica econômica internacional capitalista, que cenários é possível prever para essa etapa? Que riscos e oportunidades estão postos para as massas do mundo no marco de tensões e conflitos que estão em marcha ou que se aproximam, de guerras e revoluções que podem estar despontando no horizonte?  Nesse marco geopolítico e de crise econômica mundial [deflagrada desde 2008 e não resolvida], como situar Estados Unidos, China e o lugar da América Latina nesse processo? 

A pesquisa será desenvolvida sob a orientação do Prof. Dr. Gilson Dantas e a partir de um grupo de estudos completamente aberto aos alunos da graduação e da comunidade, que procurará gerar frutos como seminários, minicursos, resenha de livros e levantamentos bibliográficos. Acontecimentos geopolíticos relevantes de cada momento [como é hoje a tensão Síria-Estados Unidos-Rússia] poderão ser alvo de discussões internas e externas organizados pelo grupo de pesquisa.

Deve-se levar em conta que o marco metodológico e epistemológico da pesquisa será o marxismo.